A companhia Localiza obteve um aumento recorde do seu lucro líquido

Resultado de imagem para Localiza veiculos

A companhia Localiza, de aluguel de carros e de gestão de frotas, anunciou um aumento recorde no seu ganho líquido de 34,3%, chegando a R$ 139,5 milhões no terceiro trimestre desse ano. Esses resultados são graças ao aumento na receita das locações de veículos e na negociação de veículos seminovos.

O resultado operacional medido pelo Ebitda, que é o ganho antes dos juros, impostos, e também depreciação e amortização, aumentou 31,8% e alcançou a marca de R$ 332,3 milhões.

Esses rendimentos ajustados desse último trimestre, não incluem as despesas não recorrentes, referentes à compra das transações da  empresa Hertz Brasil  e da inclusão das dezessete agências que são franqueadas, que custaram R$ 21,5 milhões. A Localiza explicou que mais R$ 60 milhões de despesas que não são regulares, referentes à incorporação da Hertz Brasil, irão incidir somente no resultado do próximo trimestre.

O lucro líquido consolidado pela empresa no último trimestre aumentou 39,2% ano a ano, chegando em R$ 1,563 bilhão, aumentando em mais de 25% as receitas líquidas com as locações. As negociações de veículos seminovos, também obtiveram um aumento na sua receita líquida de 51,5%, apresentando um crescimento de 37,8% na quantidade de vendas, e o preço médio dos veículos negociados subiu cerca de 10%.

Analistas do Credit Suisse, avaliaram que esses rendimentos obtidos pela Localiza, foram consolidados e as ações da companhia chamaram a atenção, devido à alta que obtiveram no pregão, depois que esses resultados foram divulgados.

Na situação do Ebitda regulado, os lucros mencionados acabaram ficando 8% acima das expectativas do banco, sendo que o rendimento foi de 3% a mais, do que as projeções feitas pelos especialistas do Credit Suisse.

A Localiza terminou o último trimestre, apresentando cerca de 185.390 veículos em sua frota, sendo que essa quantidade representa um aumento de 33.272 veículos, somente nesse trimestre. Esse aumento na frota inclui os veículos incorporados devido à compra da empresa Hertz Brasil.

A questão em relação ao endividamento da empresa sobre o Ebitda no final do último trimestre, ficou em 2,6 vezes, ante 2,1 que ele apresentou no final do ano passado.