Após empresa falir, empresário consegue faturamento de R$ 140 milhões

O empreendedor Pedro Chiamulera, foi atleta olímpico mas depois entrou no mundo dos negócios com a criação de uma empresa para um projeto como programador de softwares.

Entre subidas e descidas o seu negócio foi obtendo crescimento, a aprendizagem com os erros não impediram a falência quatro anos depois da abertura da empresa, mas nada melhor que dar a volta por cima. Nos momentos de adversidade o empresário soube se recuperar e hoje mantém suas atividades a todo vapor.

No ano de 2001, Chiamulera iniciou a ClearSale e fez uma proposta de solução para combater fraudes para a Submarino. Depois de conseguir o interesse do site, o empreendedor precisou se empenhar para colocar em prática o que tinha oferecido. Por ser da área de tecnologia ele se envolvia no ramo, mas não queria mais programar, então decidiu se focar na área de negócios e marketing. Na parte técnica contava com o trabalho de seus profissionais.

Com um espírito empreendedor, o que mais colocava em prática era a criação de ideias, não estava habituado com a gestão, com precificação e contabilidade. Durante 4 anos a empresa manteve o seu bom desempenho em oferecer diversos tipos de softwares para diferentes clientes. Apesar dos ótimos resultados, aos poucos o desempenho foi caindo, começando com a perda de funcionários.

Conforme relata Chiamurela, no ano de 2005 houve uma procura grande por profissionais da área de tecnologia. As atrativas propostas trabalhistas dos bancos conquistaram os seus funcionários e ele ficou quase sem ninguém, depois veio a falência.

Com um perfil que se mantinha entusiasmado e criativo, o empresário percebeu que os seus clientes não tinham mais a credibilidade de antes em seus serviços.

No momento difícil o empresário reformulou a si mesmo e ao negócio juntamente com Bernardo Lustosa, novo sócio que prestava serviços para a ClearSale. O combate contra as fraudes continuou sendo o foco, mas dessa vez a análise completa das possibilidades de fraude passaram a ser vendidas. Em 2008 a ClearSale conseguiu se reerguer, nesse ano o faturamento será em torno de R$ 140 milhões, no ano de 2018 a previsão é de crescer 30%.