Em São Paulo está crescendo o lançamento de apartamentos menores chamados de studios

As pessoas que estão desejando comprar um apartamento novo, estão notando que os tamanhos desses imóveis diminuíram, e que hoje não é difícil encontrar metragens que vão de 25 a 40 metros quadrados, principalmente se a localização desse apartamento ficar próximo aos grandes centros.

Na capital de São Paulo, os imóveis com metragem inferior a 45 metros quadrados, já representam mais de 42% dos lançamentos só este ano, e mais de 36% das unidades que já foram vendidas, pelos dados fornecidos da associação que responde pelo setor, a Secovi-SP. No ano passado, esses imóveis compactos totalizaram 30% dos lançamentos desse setor, mostrando dessa forma, um aumento nos lançamentos desse tipo de imóvel.

Em São Paulo, a incorporadora Vitacon divulgou que vai lançar um empreendimento, com as menores unidades de toda a América Latina. Cada imóvel terá a metragem de apenas 10 metros quadrados, que serão vendidos a partir de R$ 99 mil por unidade.

Essas unidades chamadas de studios, são apartamentos sem a separação entre quarto, sala e cozinha, e estão se tornando uma tendência no setor imobiliário, não só no Brasil, mas em várias grandes cidades do mundo. O perfil familiar está mudando, e as pessoas estão priorizando a facilidade em relação à mobilidade e ao menor preço, mesmo tendo que abrir mão do espaço.

Esses lançamentos tem o foco em pessoas mais jovens, estudantes, pessoas que trabalham em outro município e pessoas divorciadas, explicou Igor Freire, que é o diretor de vendas da imobiliária Lello.

Esse público interessado nesses studios, prefere preços mais atrativos e uma melhor mobilidade perto de grandes centros, do que um imóvel espaçoso, mais caro e mais distante da parte central da cidade.

As pessoas estão preferindo  espaços menores  mas bem equipados, e em locais próximos ao centro, para não gastarem horas por dia em deslocamentos, indo da periferia até o trabalho, declarou Odair Senra, vice-presidente de Imobiliário do SindusCon-SP.

As incorporadoras estão investindo em áreas comuns, para compensar o pequeno tamanho do apartamento, e estão sendo feitas lavanderias e espaços de coworking, que se tornam parecidos com serviços prestados em hotéis.

Ainda segundo o Secovi-SP, a maioria dos imóveis lançados de um quarto em São Paulo, ficam nos bairros de Pinheiros, República e Sé, próximas da capital e que possuem áreas de lazer e comércio.