Florianópolis recebe primeiro app de aluguel de bikes, o Everbike

 

Image result for pedalar

As coisas mudam dentro de uma cidade, principalmente numa capital que esteja em busca de formas alternativas de transporte, como parece ser o caso Florianópolis (SC), já que suas ruas começaram a ter a presença de um novo modelo de mobilidade urbana que envolve um compartilhamento de bicicletas remunerado. Essa novidade na capital catarinense se deve ao sistema intitulado ‘Everbike’, por meio do qual qualquer pessoa pode então pôr sua própria bike para ser alugada.

O funcionamento deste sistema não é nada complicado, bastando ao usuário que estiver interessado em cadastrar sua bike na rede, apenas fazer um cadastrado nesse sentido. Após esse simples procedimento, o usuário com a sua bike já cadastrada, receberá um kit composto por duas placas, além de um material de fixação e das instruções para o procedimento. E então, com as ferramentas em mãos, deverá o usuário colocar a bicicleta em questão em um local público. Estando ela travada no local, bastará apenas que alguém próximo resolva utilizar o serviço, já que os usuários do serviço, por meio do aplicativo, poderão localizar as bikes disponíveis, assim escolhendo aquela que lhe satisfizer e enfim liberando a mesma, após realizado o pagamento via PayPal.

Vale lembrar ainda, sobre o aplicativo, que ele já está disponível para aparelhos Android, na loja desse sistema, de nome ‘Google Play’. Já quanto ao aluguel, o valor por hora é de R$ 9,90, sendo que a engenhosidade desse sistema é tanta que chega a ser desnecessária a existência de estações fixas tanto para a devolução quanto para a retirada das bikes. E isso pode ser garantido dados os procedimentos padrões: Após pagar pelo aluguel da bike, o usuário receberá a respectiva senha de liberação da trava, e então, quando for pegar a bike para pedalar com ela, o usuário não só precisará inserir a senha, mas também será feita uma pré-autorização no cartão de crédito da pessoa, no exato valor da bike, servindo assim de garantia contra um possível extravio. Por fim, após o uso, chega o momento de devolvê-la, sendo necessário ainda, é claro, que o usuário trave-a e informe os dados no mesmo aplicativo.