José Auriemo Neto – Saiba mais sobre o Rei do luxo paulistano

O presidente da JHSF Incorporações, José Auriemo Neto, possui uma rotina bem agitada, mostrando que vida de executivo não é tão tranquila quanto muitos imaginam. Zeco, como é chamado por amigos e parentes acorda cedo e pouco depois das 8 da manhã já está trabalhando. Seu expediente, por vezes, se estende até as 22 horas quando há reuniões ou jantares com investidores.

Até mesmo férias José Auriemo Neto não costuma tirar. Em uma ocasião passou alguns dias com a família na França e mesmo no período de descanso aproveitou para marcar reuniões com investidores europeus para um empreendimento no Brasil.

O presidente da JHSF, uma das mais importantes incorporadoras do país, começou jovem na empresa da família, ajudando na tomada de decisões. Ainda com 17 fundou a subdivisão de estacionamentos e com o passar do tempo foi galgando diferentes estágios até chegar a diretoria e em seguida a presidência em 2003.

A visão empreendedora de José Auriemo Neto foi determinante para que companhia buscasse outros rumos além da construção civil e as incorporações. Em 2001, ainda como diretor, ele criou a divisão de shopping centers da JHSF e em 2007 autorizou a Oferta Pública de Ações (OPA). A partir daí a empresa passou a ter suas ações negociadas no Novo Mercado da BMF&Bovespa.

Ao longo da trajetória da incorporadora foram mais de 6 milhões de metros quadrados investidos ou construídos. Entre eles é válido ressaltar a importância do Parque Cidade Jardim, que deu o título de Rei do Luxo Paulistano ao empresário José Auriemo Neto. O empreendimento reúne em um só endereço torres residenciais, comerciais, um hotel e um shopping center de alto padrão.

O endereço é a Marginal Tietê, no centro da cidade de São Paulo em um terreno de 80 mil metros quadrados adquirido da Eletropaulo, na época por R$ 50 milhões. Zeco teve de convencer o pai, Fábio Auriemo, a apostar no projeto. “Ele mostrou que a entrada poderia ser pelos fundos, numa área residencial. Apenas o shopping e as torres comerciais seriam acessados pela marginal.”

Com o aval do pai, José Auriemo Neto deu continuidade ao empreendimento. Na época em que foi lançado, os apartamentos foram vendidos a preços que variam de 1,8 milhão de reais a 16,6 milhões de reais (cobertura tríplex com 1 700 metros quadrados).

E foi uma ótima oposta da JHSF focar no segmento de luxo. O Parque Cidade Jardim rendeu cerca de 1,78 bilhão de reais de faturamento. De acordo com o diretor da Embraesp – Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio Luiz Paulo Pompéia, “Nas décadas de 80 e 90, pouco se lançou no mercado imobiliário para o segmento de luxo”. Ela ainda concluiu afirmando que ainda há mercado para o segmento de luxo.

Além do Cidade Parque Jardim, a JHSF investe em shoppings centers de luxo, como o Catarina Fashion Outlet em São Paulo, residenciais de alto padrão, hotéis no Brasil e em países da América Latina, restaurantes e até um aeroporto executivo. Tudo para atender o público mais exigente.