Restaurante em Florianópolis tem como ingrediente protagonista a mandioca

Em Florianópolis, Santa Catarina, com o objetivo de abrir um negócio no ramo de alimentação, o casal cearense Roberto Mosaino, 35, e Samilla Paiva, 31, investiram na mandioca, um item alimentício que sempre está presente em suas refeições. O nome do restaurante em que a mandioca é a estrela do cardápio é a Oka de Maní. Lá o cliente poderá encontrar o ingrediente na maioria dos pratos como petiscos, pratos principais e até mesmo sobremesas e bebidas.

Morando na cidade há oito anos, o casal está com planos de abrir uma filial em 2018. O novo local será na região central de Florianópolis, o novo estabelecimento terá investimento originado das reservas financeiras da empresa e também de financiamento em bancos de fomento.

Existe um investimento contínuo na empresa que atualmente está em fase de consolidação ao mesmo tempo que tem o foco de trazer mais solidez para o conceito. Por serem pioneiros nesse trabalho, existe um investimento constante em marketing para disseminar e deixa mais famosa a mandiocaria.

As ações de marketing da empresa, equivalem a aproximadamente 5% do investimento. De acordo com Mosaino, as ações para a divulgação da marca estão presentes nas redes sociais. Os planos para investir em publicidade convencional têm uma previsão para o ano que vem.

O retorno do investimento de acordo com os sócios é de cinco anos. No corpo de colaboradores estão seis funcionários, a empresa conta com um serviço de entrega em domicílio terceirizado.

De acordo com a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), a Oka de Maní é a única mandiocaria no estado de Santa Catarina. Anteriormente o casal de empreendedores já haviam tido uma experiência no ramo de alimentação.

Samilla tinha um trabalho em que ocupava o cargo de gerente de um restaurante de massas até dias antes de suas empresa ser inaugurada. O seu esposo Mosaino, atuava em uma empresa de organização de eventos.

Hoje a empresa tem um faturamento médio mensal de R$ 60 mil, o investimento para começar o negócio foi de R$ 200 mil.

No restaurante os pratos vão de R$ 14,90 a R$ 64,90. O que mais vende são os dadinhos de tapioca e queijo coalho com molho agridoce de pimenta (R$ 17,90).