Uma nova mudança em taxas de juros afetará a rentabilidade da poupança

Image result for Uma nova mudança em taxas de juros afetará a rentabilidade da poupança

Caso o que está sendo dito seja realmente confirmado em um Comitê do Copom – Política Monetária, um corte de no mínimo 0,75 ponto percentual na Selic (a taxa que controla os juros básicos econômicos aqui no Brasil), determinará uma redução na rentabilidade da poupança.

Essa taxa encontra-se em 9,25% neste segundo semestre de 2017. Essa redução na taxa de juros reflete diretamente sobre a rentabilidade oferecida pelas cadenetas de poupança que sofre uma grande perda de rendimentos caso a Selic esteja a baixo dos 8,5%.

O que ocorre na prática é o que já vem acontecendo ao longo de alguns anos, com uma taxa de rendimento oferecida pelos bancos de 0,5% ao mês, que inclui a TR – Taxa de Referência – e passará a oferecer o rendimento de 70% em cima da Selic levando em conta a TR. Fazendo os cálculos, esses rendimentos que já não são satisfatórios irão passar a ficar menores devido a essas mudanças nos juros.

Em vista disso, outras opções de investimentos a médio e longo prazo acabam sendo mais viáveis, como é o caso do Tesouro Direto, dos investimentos feitos em renda fixa e dos CDBs e planos semelhantes.

Dizem os especialistas em economia que sempre deverá ser feito um planejamento para quem pretende investir, e nesse planejamento a rentabilidade no término desta operação deverá ser compensatória. Quando se calcula o risco no investimento e a rentabilidade, e essa proporção realmente se torna viável, então vale a pena você pagar por esse risco e pelo tempo que esse dinheiro irá ficar aplicado, sem poder ser movimentado.

Segundo o professor Joelson Sampaio, um dos membros responsáveis da Fecap, “a taxa de administração é que vai determinar se o investimento vai ficar ruim ou não”, explica o professor.

O professor também explica que deve se levar em conta o Imposto de Renda e os valores debitados na operação referente a taxas cobradas pela administração. Levando em conta esses aspectos no final de toda a operação, e ainda assim se a aplicação for mais compensatória do que investimentos em cadenetas de poupança, isso agrega mais rendimentos não só para os investidores, mas também mais capitação de dinheiro para o governo.

Essa maior capitação de dinheiro reflete direto na economia do país. Ou seja, seria o mesmo que você comprar ações diretamente do governo, você se torna um investidor do governo e acaba investindo mais no país.